Search Click Buy

Festival da Canção 2019 (Album)

Advertising
Advertising
Shere This:

Artist: Varius Festival da Canção 2019
Released:
Genre:
Pop, Indie , Rock
Language:
Portuguese
Label:
Sony Music Entertainement Sony Music Portugal
Price:
Track listings:

  • 1 | Inércia – Alex D’alva Teixeira, Ben Monteiro
  • 2 | É O Que É – João Campos, D.A.M.A., Francisco Clode
  • 3 | O Meu Sonho – Soraia Tavares, Lura
  • 4 | A Dois – António Mendes Ferreira, Fradique Mendes Ferreira ” Calema”, Nelson Heleno
  • 5 | Telemóveis – Conan Osíris
  • 6 | Mais Brilhante Que Mil Sóis – Ela Limão, Flak
  • 7 |  Hoje – Filipe Keil, Eduardo Monteiro, Diogo Costa
  • 8 | Perfeito – Tiago Machado, Matay
  • 9 | O Lugar – Lana Laquiz, André Tentúgal
  • 10 | Lava – Dan Riverman, Miguel Guedes
  • 11 | Mar Doce – Mariana Bragada
  • 12 | O Jantar – João Couto, Pedro Pode
  • 13 |  Mundo A Mudar – Madrepaz
  • 14 | Pugna – Surma
  • 15 | Debaixo do luar – Mila Dores, Rui Maia
  • 16 | Igual A Ti – NBC

Inércia 

Onde
Me levas ó inércia
Tão longe
Ficou a inocência
Tão mal, tão bem que sabes (que sabe alguém)
Sabe alguém o que cabe mais em mim (mais em mim)

Não há ninguém
Ninguém que me cabe
Por mim
O meu mal (meu mal)
Meu bem
Sem malOnde
Me deixas ó inércia
Tão mal, tão bem que sabes (que sabe alguém)
Sabe alguém o que trago em mim
Não há ninguém
Que cante esse fado
Por mimO meu mal
Meu bem
Meu mal
Meu bem
Deixei-me ir no meu mal
Fiz de ti o meu bem
Sem malU u u u u u uuu u a a a a a u

Meu mal
Meu bem
Meu mal
Meu bem
Deixei-me ir no meu mal
Fiz de ti o meu bem
Sem mal

Writers:Alex D’alva Teixeira, Ben Monteiro


É O Que É 

É o que é
Somos loucos e aos poucos
Vamos perceber Que não é o que é
Eu sou louco por te querer e ficar sem saber
Se isto é o que é
Ou é o que não é
Mas assim é que é

Se te apetece vem!
Não é o que parece, eu sei,
Mas pensei em ti
Nesses olhos onde me perdi eu vi
Que as coisas só nos são quando são

Acordamos e voamos para longe
Eu não queria
Se isto não é para sempre,
Então dá-me mais um dia
Ou dois…

E se for assim

É o que é
Somos loucos e aos poucos
Vamos perceber que não é o que é
Eu sou louco por te querer e ficar sem saber
Se isto é o que é
Ou é o que não é
Mas assim é que é

Quisemos tudo e queremos tudo no nosso mundo sem lei
Eu dei-te lume, tu deste fogo,
E eu leve, levitei
As coisas só nos são quando são

Acordamos e voamos para longe
Eu não queria
Se isto não é para sempre,
Então dá-me mais um dia
Ou dois…

E se for assim

É o que é
Somos loucos e aos poucos
Vamos perceber que não é o que é
Eu sou louco por te querer e ficar sem saber
Se isto é o que é
Ou é o que não é
Mas assim é que é

É o que é
Somos loucos e aos poucos
Vamos perceber que não é o que é
Eu sou louco por te querer e ficar sem saber
Se isto é o que é
Ou é o que não é
Mas assim é que é
https://lyricstranslate.com

Writers: João Campos, D.A.M.A., Francisco Clode


O Meu Sonho 

Sonho com o dia em que vai acontecer
O diálogo em que nos vamos entender
Para sempre
O dia em que o nosso amor vai-se fortalecer
E as feridas do passado desaparecer
Num abraço
Sonho caminhar confiante num mundo real
Em que igualdade e amor é algo natural
Sem mais preconceitos e sem mãos a medir
Ao afeto e ajuda que podemos dar cegamente

Não, não posso mais assistir
A notícias que podiam ser
De alegrias e conquistas a cada dia
Prova viva de um mundo melhor
Quero exaltar a magia da união
Amizade que traz o alento
E a força para continuar

Sonho cantar uma canção para agradecer
As maravilhas que no mundo estão a acontecer

Não, não posso mais assistir
A notícias que podiam ser
De alegrias e conquistas a cada dia
Prova viva de um mundo melhor
Quero exaltar a magia da união
Amizade que traz o alento
E a força para continuar

Writers: Soraia Tavares, Lura


A Dois 

Que aqueça o meu peito
Que tire o meu ar
Se um dia eu me perder
Vá-me encontrar
Já estou sem ar
Eu deixei a porta aberta
Na esperança de te ver entrar
E foste tu

Eu nunca imaginei
Que fosse tudo tão
Perfeito a dois
Parece que o sol
Se derrete todo
Quando estamos a sós

Levo-te comigo
Antes que amanheça
E se for preciso
Faço do teu lado o melhor luga

rToco o teu rosto
Sinto os meus pés
E o chão me diz
Que é real o que se passa aqui
Eu deixei a porta aberta
Na esperança de te ver entrar
E foste tu

Eu nunca imaginei
Que fosse tudo tão
Perfeito a dois
Parece que o Sol
Se derrete todo
Quando estamos a sós

Levo-te comigo
Antes que amanheça
E se for preciso
Faço do teu lado o melhor lugar

Eu descobri, melhor lugar
Será sempre onde tu estás
Levo-te comigo
Antes que amanheça
E se for preciso
Faço do teu lado o melhor lugar

Writers: António Mendes Ferreira, Fradique Mendes Ferreira ” Calema”, Nelson Heleno


Telemóveis 

Eu parti o telemóvel
A tentar ligar para o céu
Pa’ saber se eu mato a saudade
Ou quem morre sou eu

E quem mata quem
Quem mata quem mata
Quem mata quem
Nem eu sei

Quando eu souber, eu não ligo a mais ninguém

E se a vida ligar
Se a vida mandar mensagem
Se ela não parar
E tu não tiveres coragem de atender
Tu já sabes o que é que vai acontecer

Eu vou descer a minha escada
Vou estragar o telemóvel
O telele
Eu vou partir o telemóvel
O teu e o meu
E eu vou estragar o telemóvel
Eu quero viver e escangalhar o telemóvel

E se eu partir o telemóvel
Eu só parto aquilo que é meu
Tou para ver se a saudade morre
Vai na volta, quem morre sou eu

E quem mata quem mata
Eu nem sei
A chibaria nunca viu nascer ninguém

Eu partia telemóveis
Mas eu nunca mais parto o meu
Eu sei que a saudade tá morta
Quem mandou a flecha fui eu

Quem mandou a flecha fui eu

Fui eu

Writers: Conan Osíris


Mais Brilhante Que Mil Sóis 

O homem de sal cavou a terra
Ao sol vermelho morango pelo carnaval
Amanhãs de luz, pequeno abrigo
Caminhada segura, corpos de metal
A dançar no chão de cal

Tanto que eu vivi para aqui chegar

Morango praça iluminada estar a pé de madrugada
O sol vermelho a doer parar partir

Imagino a terra escura
De livros que andavam a queimar longo carnaval
Marca do homem de sal

Tanto que eu vivi para aqui chegar
Tanto que eu vivi para aqui chegar

Tanto que eu vivi
Tanto que eu vivi para aqui chegar

Writers: Ela Limão, Flak


 Hoje 

Paro e recomeço para conseguir,
Se não sabes deixa seguir.
Não me digas se o que eu faço é banal.
Hoje sou quem eu quero,
deixa o resto falar mal.

Hoje vejo com meus olhos, não há solução.
Se dizem feio, errado, afinal quem tem razão?
Não, não vou ceder.
Se me fizeram com vida foi para esta eu viver.

Mas se tu estiveres comigo,
contigo eu sigo,
Para não voltar,
Eu não vou esperar mais!

Meu amigo, nós somos iguais pois,
Eu faço o que o que tu fazes,
Não é demais pois,
Já chega de pisar o chão,
Hoje sigo o meu sonho,
Hoje sigo a tua mão.

Só contigo eu recomecei,
Uma queda, duas quedas foi para isso que tentei
E errei tu sabes que errei
Mudar o que seja,
Nada importa, só eu sei.

Mas se tu estiveres comigo,
contigo eu sigo,
Para não voltar,
Eu não vou esperar mais!

Meu amigo, nós somos iguais pois,
Eu faço o que o que tu fazes,
Não é demais pois,
Já chega de pisar o chão,
Hoje sigo o meu sonho,
Hoje sigo a tua mão.

Writers:Filipe Keil, Eduardo Monteiro, Diogo Costa


Perfeito 

Se eu puder juntar
Tudo que há no mundo de mais
Belo e somar
Inevitavelmente o fim
És tu
Ter-te a meus braços
É tudo pra mim

Estou grato ao destino
Sim, eu agradeço
Por me ter oferecido
Bem mais do que mereço
Mesmo que pudesse
Eu não mudava nada
Porque a teu lado
Tudo é perfeito

Se eu puder sonhar
Com tudo que no mundo há de bom,
Vou-te encontrar
Porque não há ninguém
Igual a ti
Ter-te a meus braços

É um sinal divino
Tudo o que importa
É este amor

Estou grato ao destino
Sim, eu agradeço
Em ti encontrei
Um novo começo
Mesmo que pudesse
Eu não mudava nada
Porque a teu lado
Eu sou perfeito

Mesmo que pudesse
Eu não mudava nada
Porque a teu lado
Tudo é perfeito

Writers: Tiago Machado, Matay


O Lugar 

O Lugar (English translation)
Artist: Lara Laquiz
Song: O Lugar
Écoutez “O Lugar”
sur Amazon Music Unlimited (ad)
PortugueseA A
O Lugar
Não encontrarás no chão
A luz que dá a direção
Para um sonho mais desperto

Dizem que é uma ilusão
Se damos voz ao coração
Mas o medo é um deserto

Vai crescendo por dentro
Até que viras momento
Hoje é o começo dentro
Dentro

Eu sei quem eu sou
O lugar mais livre
Que me encontrou

Não é uma voz
mas adoro o som
O meu corpo afina
e é por esse tom

Se a vertigem me diz
para eu seguir
É o que sempre quis
se me faz sorrir

Vai crescendo por dentro
Até que viras momento
Hoje é o começo dentro
Dentro

Eu sei quem eu sou
O lugar mais livre
Que me encontrou

Não procures mais em vão
Se sentes vai na direção
Por um futuro mais aberto

Hoje cresço por dentro
Até que viro momento
Hoje é o começo dentro
Dentro
Dentro

Eu sei quem eu sou
O lugar mais livre
Que me encontrou

Eu sei quem eu sou
O lugar mais livre
Que me encontrou

Writers: Lana Laquiz, André Tentúgal


Lava 

Sente o que o meu corpo pede
Nem um só segundo
Te dirá
O tanto mais que me precede
Enxuta a dor, amor, e o que virá

Sem o queixume de açaime ser capaz de explodir
Ser de lava
Se perder

Não ser
De mágoa
Por esquecer

Ser de lava
Se perder

Ausente num amor existe
Nem um só segundo nos dirá
Amarra o vento, à força, insiste
Sacia o fel de cores
E amanhãs

Sem o queixume de açaime ser capaz de explodir
Ser de lava
Se perder

Ter por fogo aceso
O manto
De água alento

Ser de lava
Se perder

Ter por fogo aceso
O manto
De água alento

Ser de lava
Se perder

Writers: Dan Riverman, Miguel Guedes


Mar Doce 

Mar doce
Sem lágrimas salgadas minhas
Canto novas melodias
E conto-te quem sou

Mar quente
Sem mais palavras frias
Cansei-me da melancolia
E cá sei para onde vou
Ah, ah-ah-ah-ah-ah
Ah, ah-ah-ah

Mar, deixa-te amar
Deixa te levar
Vai com a tua corrente
Mar, deixa-te amar
Deixa-te encontrar
És o teu lugar pra sempre
PresenteSem horizonte pra chegar
O que não é meu, não tento agarrar
Sem horizonte pra chegar
O que tem de ser, à costa há-de dar

Sem horizonte pra chegar
O que não é meu, não tento agarrar
Sem horizonte pra chegar
O que tem de ser, à costa há-de dar

Mar, deixa-te amar
Daixa-te levar
Vai com a tua corrente
Mar, deixa-te amar
Deixa-te encontrar
És o teu lugar pra sempre

Mar, deixa-te amar
Deixa-te levar
Vai com a tua corrente
Mar, deixa-te amar
Deixa-te encontrar
És o teu lugar pra sempre

Writers: Mariana Bragada


O Jantar 

Ninguém deu por ti
Estavas lá por estar
Meia farta da conversa para entreter
Peguei num rissol
E perguntei se querias sair dali
Disseste “claro” e eu sem planos
Ficámos no carro a conversar
Mas passaram dez anos
E ainda cá estamos nós

Não procurava quando te encontrei
Tu só lá estavas para agradar alguém
Já estava escrito que ia ser assim
Tu eras só a amiga de um amigo meu
Nem era bem amigo
Era alguém lá do liceu
E pensar que eu estava para ir a outro jantar
Mas ainda bem que não fui

Tinhas todo o ar
De quem queria ter
Uma casa no campo ou à beira mar
Para te conhecer
Deste-me uma pilha de livros para ler
Disse “obrigado”
Enfiei-os num armário
E nem um prefácio cheguei a ler
Mas passaram dez anos
E ainda cá estamos nós

Não procurava quando te encontrei
Tu só lá estavas para agradar alguém
Já estava escrito que ia ser assim
Tu eras só amiga de um amigo meu
Nem era bem amigo
Era alguém do liceu
E pensar que eu estava para ir a outro jantar

Mas algo a ti me levou
Não procurava quando te encontrei
Tu só lá estavas para agradar alguém
Já estava escrito que ia ser assim

Não procurava quando te encontrei
Tu só lá estavas para agradar alguém
Já estava escrito que ia ser assim
Tu eras só amiga de um amigo meu
Nem era bem amigo
Era alguém do liceu
E pensar que eu estava para ir a outro jantar
Mas ainda bem que não fui

WritersJoão Couto, Pedro Pode


 Mundo A Mudar 

Vejo ao longe
O frio a chegar
E o mundo a mudar

Vento frio
Atravessa o mar
O mundo a mudar

Pudesse eu escolher
O que está pr’acontecer
É que ao longe
O vento a passar
Atravessa o mar

P’ra que todos possam ouvir
Melhor é cantar
Que o mau tempo que está por vir
Não pode passar

D’areia da praia
Ao pinhal que nos guardou
E por dentro da nossa voz
Não vai ser quem sou

Daremos as mãos
Faremos o mundo ouvir
Esta canção
Que outros ventos vão levar
Para o mundo enfim mudar

E um dia
O dia chegar
Em paz
Em paz

Pudesse eu escolher
O que está pr’acontecer
É que ao longe
O vento a passar
Atravessa o mar

Daremos as mãos
Faremos o mundo ouvir
Esta canção
Que outros ventos vão levar
Para o mundo enfim mudar

E um dia
O dia chegar
Em paz
Em paz
Em paz

Writers: Madrepaz


Pugna 

Se me mata ou me faz bem?
O mundo passa em cima da cabeça
Já gomos jovens e de ninguém

As coisas voltam aos seus sítios
Como se etivesse tudo igual
Somos loucura e ódio
Tudo isso é normal

Ensinar-te o meu nome
Podia cantar-te o teu
Só queria dizê-lo
E que dissesses o meu
Não viste nada em mim

E esta guerra toda
Afinal é por quem?
De que lado é que estou
Se sou eu que não estou bem?

Writers: Surma


Debaixo do luar 

Às vezes perco o norte
Não sei para onde vou
Procuro a sorte no tempo
Que não chegou
E não estaria em mais lado nenhum
A não ser aqui
Na loucura dos dias ao teu lado
Sou tão feliz

Eu sonho contigo
Debaixo do luar
E vivo os minutos perdidos
Até a noite acabar

A rebeldia que cresce e que se alastra
Entre mim e ti
É o que vai ficar na lembrança
Até ao fim
Eu sonho contigo
Debaixo do luar
Eu rumo sempre onde sei
Que é o meu lugar

Às vezes sigo o norte
Às vezes perco a sorte
Engulo o mar e o corpo forte
Segue sem voltar para trás
Eu rumo sempre onde sei
Que é o meu lugar

Às vezes sigo o norte
Às vezes perco a sorte
Engulo o mar e o corpo forte
Segue sem olhar para trás

Debaixo do luar

Debaixo do luar

Debaixo do luar

Debaixo do luar

Debaixo do luar

Debaixo do luar

Writers: Mila Dores, Rui Maia


Igual A Ti 

Debaixo de uma onda de um futuro incerto
Não há onde me esconda, sou um livro aberto
Eu nem sei navegar
Eu só quero um lugar
Para ser quem sou

Deixei a minha casa num lugar cinzento
Aonde havia flores e havia gente
Eu nem sei navegar
Eu só quero um lugar
Para ser quem sou (ser quem sou)

Dá-me a tua mão
Dá-me a tua mão
Eu sou igual a ti (sou igual a ti)

Então, dá-me a tua mão
Dá-me a tua mão
Eu sou igual a tiEntão, dá-me a tua mão
Dá-me a tua mão
Eu sou igual a ti (sou igual a ti)

Então, dá-me a tua mão
Dá-me a tua mão
Eu sou igual a ti
(Eu sou igual a ti, eu sou igual a ti)

O mapa que me guia é da cor do vento
O sol não tem mais força para queimar por dentro
Eu nem sei navegar
Eu só quero um lugar
Para ser quem sou (para ser quem sou)

Deixei a minha casa num lugar cinzento
Aonde havia flores e havia gente
Eu nem sei navegar
Eu só quero um lugar
Para ser quem sou (ser quem sou)

Dá-me a tua mão
Dá-me a tua mão
Eu sou igual a ti (sou igual, sou igual

)Então, dá-me a tua mão
Dá-me a tua mão
Eu sou igual a tiEntão, dá-me a tua mão
Dá-me a tua mão
Eu sou igual a ti (sou igual, sou igual)

Então, dá-me a tua mão
Dá-me a tua mão
Eu sou igual a ti
(Sou igual a ti, sou igual)

Writers: NBC

Shere This:

Lascia un commento